domingo, 14 de junho de 2015

Carolina

Carolina, esse era o nome dela mas, eu tinha o costume de chama-lá de anjo.
Ela tinha o hábito de me salvar, fazia isso todos os dias.
Um olhar de brilho intenso, um jeito meigo de falar, ela tinha o amor em todos os seus gestos, seu toque era leve como uma pena, ele me causava um misto de arrepio e frisson...
Carolina surgiu em minha vida num momento difícil e então permaneceu, fez dos meus dias ao seu lado os melhores de minha vida.
Carolina me pôs nos eixos, eu que antes era apenas um garoto, ao lado dela amadureci.
Aprendi muita coisa com essa experiência, ensinei também afinal todo relacionamento é uma troca.
Juntos éramos imbatíveis, sempre grandes amigos, além de homem e mulher, talvez seja por isso que hoje ela me faça tanta falta..
Em anos nos relacionando eu pude conhecer seu lado doce, mas no final inevitavelmente provei de seu amargo sabor.
Com o passar do tempo toda relação cai nas garras da rotina e com a gente não poderia ter sido diferente, vieram as brigas, desentendimentos,faltou a paciência, e não restou nem mesmo o respeito.
Eu á trai, fui fraco, admito, com o tempo passei a acreditar que ela seria pra sempre minha, confiei demais no meu poder de mante-la em minhas mãos, eu subestimei o amor que elá tinha por si mesma, Pensei que seria fácil conseguir um perdão, que uma escapadinha não me traria grandes consequências, eu por um  momento acreditei que nunca seria pego, nas primeiras vezes foi fácil esconder as evidências mas foi ficando mais sério, e o perigoso é mais gostoso(era o que a outra dizia), fui brincar com fogo e sai queimado, Carolina descobriu, ninguém, precisou dizer, ela viu com os próprios olhos e chorou de uma forma que acredito ter doído mais em mim do que nela, naquele momento parei pra refletir sobre o meu erro e desde então não houve um sequer dia que eu não tenha me arrependido de como tudo aconteceu.
Não tinha conversa, não havia segunda chance, ela não queria desculpas ou explicações. Acabou ali, da pior forma possível.
O tempo me fez perceber que a traição foi uma escolha errada, pude entender que trair não concerta as coisas só nos leva mais rápido ao ponto final, também notei que se arrepender desse erro não me trará ela de volta, infelizmente terei que conviver com isso. 
Carolina sem mim Continua a mesma . Eu sem ela nunca mais fui feliz.

Um comentário:

sandra mayworm disse...

Oi Bruna,
Vim aqui retribuir sua visita e aproveiando pra curtir...curti a frase "Fudeu com meu psicológico"! Me identifiquei porque muitas coisas literalmente "fuderam com o meu psicológico também" rs rs. Mas tudo se transforma...
Olha, tô pra e dizer que os gatos são melhores do que os humanos!!! É impressão sua; êles são menos humanizados do que os cães, ou seja, o comporamento deles é muito autêntico.
Bjs e bons escritos.
Sandra May

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog